Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bd.centro.iff.edu.br/jspui/handle/123456789/1909
Título: O diálogo da literatura brasileira com a literatura africana de expressão portuguesa nas aulas de português em cumprimento da lei 10.639/2003
Autor(es): Flôr, Aline Quintino
Almeida, Stefany Silva Vieira de
Palavras-chave: Literatura Brasileira
Literatura Africana
Proposta de Ensino
Data do documento: 2017
Editor: Moura, Adriano Carlos
Resumo: This work presents a proposal of teaching of African and Afro-Brazilian literature in the Portuguese's classrooms in fulfillment of the law 10.639/03, what determines the compulsory teaching of the History and Afro-Brazilian Culture, specially in the areas of Artistic Education and of Literature and History. Presupposing that many teachers feel difficulty in inserting questions that discuss the African Literature in the classrooms of Portuguese Language, there was the need to present methods that were contributing and they were helping to work it. The methodology of the inquiry was qualitative, through questionnaires when the pupils were applied of 1st, 2nd and 3rd years of the Secondary education and when they were glimpsed to teachers. For the construction of the proposal of teaching there were necessary there obtained references on the history of the black man in the literature colonial-powders of Brazil and of Mozambique. One resorted to the bibliographical revision and to the analysis of the African literature in the novel Women of Ashes, Mia Couto and of the Brazilian literature in Memories of the registrar Isaías Caminha, of Lima Barreto, with the intention of making the corpus of the work rich, establishing a dialog between them and so that the pupils can understand the proximity of the condition of the Brazilian and Mozambican black man in the historical and social context. Understanding that the literature is full of you know on the man and the world and that it contributes for the pupils' formation attentive and critical readers, the above-mentioned study thinks about the condition of the black man both about the African literature and about the Brazilian and presents a proposal of teaching in the attempt of collaborating for the filling out of this gap.
Descrição: O presente trabalho apresenta uma proposta de ensino de literatura africana e afrobrasileira nas aulas de português em cumprimento da lei 10.639/03, que determina o ensino obrigatório da História e Cultura Afro-Brasileira, especialmente nas áreas de Educação Artística e de Literatura e História. Pressupondo que muitos professores sentem dificuldade em inserir questões que envolvem a Literatura Africana nas aulas de Língua Portuguesa, houve a necessidade de apresentar métodos que contribuíssem e os ajudassem a trabalhá-la. A metodologia da pesquisa foi qualitativa, por meio de questionários aplicados a alunos do 1º, 2º e 3º anos do Ensino Médio e entrevistas a professores. Para a construção da proposta de ensino foi necessário obter referências sobre a história do negro na literatura pós-colonial do Brasil e de Moçambique. Recorreu-se à revisão bibliográfica e à análise da literatura africana no romance Mulheres de Cinzas, Mia Couto e da literatura brasileira em Recordações do escrivão Isaías Caminha, de Lima Barreto, com o intuito de enriquecer o corpus do trabalho, estabelecendo um diálogo entre eles e para que os alunos possam entender a proximidade da condição do negro brasileiro e moçambicano no contexto histórico e social. Entendendo que a literatura é plena de saberes sobre o homem e o mundo e que contribui para a formação de alunos leitores atentos e críticos, o referido estudo reflete sobre a condição do negro tanto na literatura africana como na brasileira e apresenta uma proposta de ensino na tentativa de colaborar para o preenchimento dessa lacuna.
URI: http://bd.centro.iff.edu.br/jspui/handle/123456789/1909
Aparece nas coleções:Trabalhos de Conclusão de Cursos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Documento.pdf750,72 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.